“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada

“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista

O Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST) do Corpo de Bombeiros continua, nesta segunda-feira (14), o trabalho de busca pelo motociclista que desapareceu após ser levado em uma enxurrada no domingo (13). Bento Dreher Neuhaus, de 54 anos, estava com o filho, Adalberto Neuhaus, de 19 anos, quando a situação aconteceu, durante uma tempestade.

Conforme o relato do jovem Adalberto, o pai trabalhava em um mercado, como serviços gerais. Ele e Bento estariam subindo a rua, no bairro Maracanã, em Colombo, quando a enxurrada derrubou a moto que ocupavam. “A moto veio parando, eu e ele se segurando, um do lado do outro para tentar se salvar. Eu peguei, segurei no mato, segurei na mão dele, tentei socorrer ele, mas não deu certo, a enxurrada o levou”, contou Adalberto, emocionado. O filho ainda tem esperanças de encontrar o pai com vida: “eu espero que ele esteja bem e que volte para casa”.

A esposa de Bento, Josélia Salete Amulaq, muito abalada, disse que só consegue chorar desde que soube do acontecido. “É difícil, 30 anos que a gente mora aqui e agora acontecer uma tragédia dessas. Para mim acabou”, relatou.

A moto em que pai e filho estavam, que também havia sido levada para dentro do córrego, foi encontrada e retirada da valeta nesta manhã (14).

Resgate

Na noite de domingo (13) Silvonei Fornel foi quem viu Adalberto se segurando para não ser levado pela enxurrada e ajudou a resgatar o jovem. De acordo com ele, outras duas pessoas auxiliaram, fazendo uma corrente humana para chegar até a vítima. Silvonei contou ainda que a enxurrada era forte e que a água estava na altura da cintura. Adalberto conseguiu se segurar no portão de uma igreja, cerca de 150 metros do local onde a moto foi derrubada na pista.

Colaboração Lucas Rocha/ Rede Massa